"Nosso Senhor olha por todas as necessidades, no tempo oportuno, se nos abandonar-mos a Ele."
Padre Dehon

Papa Francisco: eliminar do mundo os muros da divisão

Sábado, 28 de Julho de 2018 - 10h38

Mensagem de Francisco aos participantes da III Conferência mundial sobre “Ética teológica católica na Igreja”, que se realiza em Sarajevo, na Bósnia-Herzegovina.

          Cidade do Vaticano

          
O Papa Francisco enviou uma Mensagem, nesta sexta-feira (27/7), aos participantes da III Conferência mundial sobre “Ética teológica católica na Igreja”, que se realiza, até o próximo domingo (29/7), em Sarajevo, na Bósnia-Herzegovina. O tema dos trabalhos, que se iniciaram nesta quinta-feira (26/7), é “Um momento crítico para a construção de pontes: ética teológica católica, hoje”.


          Em sua Mensagem, o Santo Padre recorda que, Sarajevo é uma cidade repleta de valor simbólico para o caminho de reconciliação e pacificação, depois dos horrores de uma guerra recente, que causou tantos sofrimentos aos seus povos.


          Sarajevo, diz ainda o Papa, é uma cidade de pontes. Por isso, esta Conferência mundial quis inspirar-se neste símbolo para reconstruir, em um clima de divisões e tensões, novos caminhos de aproximação entre povos, culturas, religiões, visões da vida, orientações políticas.


          O tema deste encontro, afirma Francisco, coloca-se em uma perspectiva, sobre a qual ele mesmo se referiu, várias vezes, ou seja, “construir pontes e não muros”. Trata-se de colher todos os sinais, sem renunciar à prudência, e mobilizar todas as energias para eliminar do mundo os muros da divisão e construir pontes de fraternidade.


          Com efeito, os pontos focais da Conferência cruzam-se, no fundo, com este caminho de construção de pontes, em uma época crítica como a nossa.


           O desafio ecológico, recordou o Papa, é colocado pelos conferencistas ao centro da atenção, porque contém aspectos que podem causar graves desiquilíbrios, não só entre o homem e a natureza, mas também nas relações entre as gerações e entre os povos. Tal desafio refere-se ao horizonte de compreensão da ética ecológica e da ética social.


           Por isso, a referência que os conferencistas fazem em seu encontro sobre o tema dos migrantes e refugiados, é muito oportuna para Francisco porque é um tema muito sério, que leva a uma profunda reflexão ético-teológica, antes de sugerir ações pastorais adequadas e praxes políticas responsáveis e conscientes.


          Em um cenário tão complicado e complexo é preciso uma liderança renovada, que ajude a descobrir um modo mais justo de viver no mundo, como participantes de um destino comum.


          A ética teológica, afirma o Papa, oferece uma contribuição específica para que, nos cinco Continentes, haja uma rede de reflexão ética, em chave teológica, para encontrar recursos novos e eficazes para o drama humano, que seja acompanhado com cuidado misericordioso, diálogo e confronto.



          Neste sentido, o Santo Padre citou seu documento “Veritatis gaudium”, onde propõe critérios sobre a importância do diálogo que está à base da abertura inter e transdisciplinar e indica a necessidade urgente de “tecer redes” entre as instituições que cultivam e promovem estudos eclesiológicos.


          Francisco concluiu sua Mensagem fazendo um apelo aos conferencistas, que são cultores da ética teológica, encorajando-os a se dedicarem com afinco ao diálogo e ao lançamento de redes. Desta forma, poderão aprender a ser fiéis à Palavra de Deus, que nos interpela na história, e à solidariedade com o mundo, propondo meios e instrumentos para aliviar as feridas e fragilidades humanas.

Fonte: www.vaticannews.va

  • Relacionadas

  • O desejo de constituir família

    Sábado, 16 de Março de 2019 - 08h21

    As ciências confirmam o que foi constatado no Sínodo extraordinário da família, o ideal de família está no horizonte de nossos jovens e adolescentes.

  • Papa no Angelus: distantes de Jesus e de seu amor, nos perdemos

    Domingo, 22 de Julho de 2018 - 10h27

    Com Jesus ao lado se pode prosseguir com segurança, se podem superar as provações, se progride no amor a Deus e aos próximo. Jesus se fez dom para os outros, tornando-se assim modelo de amor e de serviço para cada um de nós”, disse Francisco.

  • Papa Francisco: trabalho significa dignidade, significa amar

    Terça-feira, 01 de Maio de 2018 - 10h55

    No Dia do Trabalhador e de São José Operário, repropomos alguns pronunciamentos do Papa Francisco a respeito do trabalho e do trabalhador.

  • Décima meditação: a bem-aventurança da sede

    Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018 - 18h06

    Pe. Tolentino fez a décima e última meditação dos Exercícios Espirituais em Ariccia. Papa regressa hoje ao Vaticano.

  • Nona Meditação: Escutar a sede das periferias

    Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2018 - 18h44

    Na nona reflexão proposta ao Papa Francisco e à Cúria romana, o padre Tolentino recordou que as periferias “não são somente lugares físicos, são também pontos internos da nossa existência, são lugares da alma que têm necessidade de serem pastoreados”.

Álbum de fotos

apoio
O
Copyright© candelaria.org.br. Todos os direitos reservados / All rights reserved.