"Nosso Senhor olha por todas as necessidades, no tempo oportuno, se nos abandonar-mos a Ele."
Padre Dehon

Vigiai

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2018 - 10h49

Levantar a cabeça é a atitude viva dos que permanecem vigilantes, dos que sabem que “hão de ver o Filho do homem vir...”.

Pascom Candelária

          Estamos nos aproximando do final do ano, por todo lado vemos os preparativos    para o Natal e as festas de fim de ano; é um período de correria, alegria, reunião de amigos e parentes e programação para as merecidas férias. Tudo isso é bonito e merecido, após um ano de trabalho, dedicação aos compromissos e afazeres do nosso cotidiano.

          Mas o cristão não pode permanecer somente nesta dimensão horizontal de preparação de festas, e celebrar o Natal apenas na noite do dia 24 de dezembro com uma bela ceia e uma breve oração. Jesus mesmo advertiu: “tende cuidado convosco, não suceda que os vossos corações se tornem pesados pela intemperança, a embriaguez e as preocupações da vida”.. (Lc 21,34).

          Há uma linha de conduta que devemos seguir para celebrar as festividades do fim do ano, porque existe alguém que vem ao nosso encontro, e o ambiente externo de festas e luzes por toda a cidade não podem nos distrair deste caminho; as atividades do cotidiano não podem nos impedir de corrermos em sua direção, nos alegrarmos com a sua presença.

          “Erguei-vos e levantai a cabeça”, disse Jesus. Este convite mostra-nos que existe uma verdade na nossa vida, existe um sentido para estar no mundo e a celebração do Natal nos revela este sentido: O Menino Deus, Ele dá sentido a vida, é a verdade de Deus que caminha conosco, que se precisa como dom que fundamenta a existência, como graça que nos leva a transformarmo-nos interiormente (cf. Pikaza, 1195).

          Levantar a cabeça é a atitude viva dos que permanecem vigilantes, dos que sabem que  “hão de ver o Filho do homem vir...”.  Vigiar na expectativa do Natal não é um fardo, não é pesado, porque é uma vigilância do coração, o convite a viver à espera de Jesus, a não cessar de aguardar a sua vinda, de modo a manter-nos numa atitude de abertura e de disponibilidade ao encontro com Ele.

          Neste tempo especial de Natal, se perseverarmos vigilantes, nossos olhos e nosso coração poderão reconhecer, com alegria, que Ele vem porque Ele está presente no meio de nós, Ele é o bem absoluto, a verdadeira luz do mundo, a grande presença a ser contemplada na humilde gruta de Belém.

Dom Sergio de Deus Borges - Bispo Auxiliar de São Paulo - Vigário Episcopal – Região Santana

  • Relacionadas

  • A tragédia de Suzano, um chamado para reacender a nossa Profecia

    Terça-feira, 02 de Abril de 2019 - 17h45

    Como Igreja discípula-missionária temos a grande missão de ir no encontro das juventudes, e ajudar os jovens a subirem a ladeira da existência.

  • O desejo de constituir família

    Sábado, 16 de Março de 2019 - 08h21

    As ciências confirmam o que foi constatado no Sínodo extraordinário da família, o ideal de família está no horizonte de nossos jovens e adolescentes.

  • Protagonistas da Vida

    Sábado, 08 de Setembro de 2018 - 09h37

    A Semana Nacional da Vida será celebrada entre os dias 01 -07 de outubro e o Dia do Nascituro será celebrado no dia 08 de outubro.

  • A presença do Pai

    Sexta-feira, 03 de Agosto de 2018 - 06h20

    Entre as vocações queremos destacar a vocação a de ser Pai, porque a vocação a maternidade temos muitas oportunidades para falar durante o ano.

  • Semana Nacional da Família

    Domingo, 22 de Julho de 2018 - 10h09

    O Evangelho da família, alegria para o mundo.

Álbum de fotos

apoio
F
Copyright© candelaria.org.br. Todos os direitos reservados / All rights reserved.